quinta-feira, dezembro 04, 2008

Ventos em mim



Sou como vento
Inconstante
Brusco ou ameno
Revoltante
Sou como o vento
Calmo ou sereno
Alvitrante
Renovador ou avassalor
Inquietante
Expectante
Refrescante ou entediante
Trovejante
Sussurante
Desafiador ou apaziguador...

Um comentário:

Ariane disse...

Que lindo, Nina! Como poderia ser diferente? O encontro interior se dá justamente nas fronteiras entre um sentimento e outro. Isso tudo somos. Somos isso e aquilo. Não há alternativas. Somos duais e desiguais. O vento seja ele brisa ou vendaval, ainda assim é vento! Beijo!