segunda-feira, maio 04, 2009

Solidão

Foto: Praia Fluvial (Coimbra)


No desejo que invade a alma
Ecoam suspiros pela noite fora
E enrolada neste frio
Pelos meus sonhos caminho
À procura de ti!
Ao encontro de mim
Como RIO inquieto
Em busca do teu MAR
Atravesso a madrugada
Na constância da tua ausência
Amanheço abraçada
Num travesseiro vazio...
Meu corpo inteiro
Exalando solidão!

2 comentários:

Piloto Automatico disse...

Que poema tão lindo Nina, tão sentido.
Beijinhos para ti
F

Compulsão Diária disse...

Dói de lindo