terça-feira, maio 05, 2009

110 anos de tradição ( e "bebedeiras")

«Organização quer evitar que se fale da Queima pelos maus motivos e garante ter medidas de segurança.
A Queima das Fitas de Coimbra, que arrancou na madrugada de ontem (1 de maio) com a tradicional "Serenata Monumental", já começou a registar os habituais excessos. Ao longo da madrugada, 25 pessoas deram entrada nas Urgências dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), sobretudo com intoxicações alcoólicas. Setenta seguranças privados e cerca de 60 agentes da polícia estão destacados para controlar os excessos.
Segundo disse ao DN fonte dos HUC, 18 casos correspondiam a situações de "intoxicação alcoólica", registando-se ainda três vítimas de "agressões" e quatro situações de "cortes causados por vidros". A mesma fonte admitiu que o número de entradas nas Urgências venha a diminuir com o arranque, a partir deste sábado, das festas no parque da cidade, onde a Cruz Vermelha tem montadas tendas para responder às situações de menor gravidade.
Contactada pelo DN, fonte da PSP local, que terá uma média de 62 agentes destacados diariamente para a Queima, confirmou a ocorrência de "algumas agressões" na primeira noite de festa, mas considerou que, em geral, tudo decorreu com "normalidade".
Rita Borges, presidente da Comissão Central da Queima das Fitas 2009 lamentou que se "foque sempre" a questão da dos excessos, lembrando que esta é uma celebração que reúne "35 mil pessoas" por noite.
"Nós queremos combater essa situações", assegurou. "Temos uma empresa de segurança [com 70 elementos] contratada, a Cruz Vermelha está no local para resolver qualquer emergência e temos também voluntários, que procuram evitar problemas, mas há muito mais para dizer sobre a Queima".
Além dos concertos com grandes nomes internacionais (ver caixa), que deverão atrair as maiores multidões ao longo deste fim-de-semana, a responsável pela comissão organizadora destacou eventos "mais tradicionais" em que se está a apostar muito este ano.
"Vamos por exemplo, promover um 'chá das cinco', no dia 6, para o qual convidámos idosos de várias instituições, e queremos dar mais destaque ao 'cortejo de domingo', em que os estudantes fazem uma sátira e crítica do que está a acontecer no ensino superior".
Este ano, a "queima" de Coimbra celebra 110 anos, o que levou a organização a adicionar uma "noite no parque" adicional às tradicionais nove - uma por cada faculdade da Universidade de Coimbra. Para a última noite está previsto um programa especial. O preço dos bilhetes diários varia entre seis e 16 euros.»


In DN Portugal



P.S. Aqui deixo a causadora das minhas noites em branco... ainda faltam 5 dias de canções de embalar!, não me leva às urgências, mas tira-me o sono (bebedeira de sono já ouviram falar?!)




2 comentários:

Compulsão Diária disse...

Ah, mas é por isso essa insônia. Eu aqui na Bahia ontem não dormi ainda porque o Flamengo ganhou um campeonato no Rio de Janeiro e aqui se comemora como se fosse uma Copa do Mundo.
Mas, a minha insônia é crônica. É que o barulho, o susto dos meus gatos..isso deixa a bebedeira.

Blue Moon disse...

essas são as mais chatas de curar. devias ter tirado umas férias nesta altura....Quim Barreiros?? Blasted Mechanism?? Coitada...