terça-feira, abril 04, 2006



UMA PEDRA NO CAMINHO

Há já algum tempo que nao actualizava o blog! Falta de tempo, de pachorra, etc..
Quantas dezenas de rabiscos por publicar, alguns quase começados, outros semi-acabados, outros mesmo terminados, mas falta de tempo e coragem para os publicar! Talvez vergonha também... por reflectirem os estados de alma que me têm atravessado no intimo, pequenos desabafos, trechos de vida vividos e por viver, por causa de uma simples pedra na minha calçada!
Quantas pedras gastas, usadas, pisadas, esquecidas, desfeitas no tempo e espaço e já chutadas na minha vida! Muitas delas nem mereceriam a biqueirada que poderia estragar os meus lindos sapatos. Lol.
Por isso em vez de as chutar faz delas um degrau e passa por cima!
No domingo á tarde fui á praia. Adoro um dia de "sol de inverno", em que um mar revolto e furioso (como os meus pensamentos) se espreguiçava na areia lambendo as pedras. Algumas rolavam à minha frente batendo nos meus pés. Pareciam ter pressa de chegar a lado algum, como tanta gente que passa a vida num corre-corre e nunca chega ao destino.
Reparo nas pedras e olho-as como sendo as pessoas.
Umas mais redondas e suaves, outras mais aguçadas.
Umas grandes, outras pequenas, mas todas pedras.
As pessoas tambem são assim.
As redondas são as que trazem a ternura porque não magoam. Podemos caminhar sobre elas que nunca nos fazem mal. É um pouco como aquele meu Amigo que algumas vezes me dá um puxão de orelhas e lhe digo obrigado! Ele tem a generosidade à flor da pele. Quando fica calado sinto a sua falta tal é a empatia. Já lhe fiz uma declaração de amor. Não daquelas de paixão mas um amor de Amizade. Um dia li num postal: “os amigos são a família que escolhemos para nós”. Este Amigo já é da família que escolhi! Uma família pequena mas tão rica de emoções! Choramos e rimos juntos. Um dia chamei-lhe miúdo e ele adorou pelo carinho e amor. Amo-o e sou amada na Amizade. Podemos nem falar mas eu sei que ele está lá e se preocupa. Este Amigo, como a pedra é grande e redondo, não magoa apetece estar junto dele.
Ao contrário das aguçadas, que mesmo pequenas magoam.
Conheci um dia alguém pequeno tanto no tamanho como na pobreza de sentimentos. Não perco tempo com estas “pedras” porque não há sol que as aqueça! Por vezes magoam e fazem tanto mal...
Falando de Amizade... Uma Amiga um dia contou-me a sua história. Um Amor traído mas ainda presente que teimava em não sair. Era uma pedra que rolava sem destino. Numa palavra disse tudo: Seduz e deixa-te ser seduzida! Assim fez e eu fiquei feliz!
Hoje ao caminhar pela praia já não dou pontapés nas pedras: Ás redondas posso-as magoar as outras as pontiagudas essas evito-as como já antes o fazia.
Na natureza não há duas pedras iguais. Assim são as pessoas!
Estou cansada das pedras aguçadas e pontiagudas!
Quando encontrares uma pedra no caminho, nao chutes!!! Faz dela um degrau e sobe na vida!!
A sensacao da solidao passa, assim como o inverno da lugar a primavera! Encontrarás o teu caminho para a felicidade assim como uma planta encontra o seu caminho em direcção ao sol crescendo, mudando e avançando!!
Quando as nuvens da tempestade escurecem o teu mundo, lembra-te que a amizade oferece-te um abrigo seguro onde nunca estarás sozinha!! Os dias frios, cinzentos e solitários nao duram para sempre...os passáros sabem disso e por isso que voltam e cantam!!
Nao desistas, nao alimentes sentimentos de fracasso: dúvidas vão e vêm assim como as estações, quando tudo o que é bom parece perdido lembra-te que a vida e um cíirculo em que a esperança mora ao lado (e nunca more)!
Se sentes o calor do sol no teu rosto, o cheiro a terra nos teus dedos, fica a saber que és parte da natureza, com a tua propria singularidade, simplicidade, identidade, personalidade, sensibilidade, beleza e razão de ser! A vida não é sempre radiante mas se o sol pode brilhar depois da pior tempestade, tu também podes! Nao importa quão frio é o vento, quão escuro o dia, se há calor dentro de um coração replecto de amor à espera de ser tocado e levado!
E fica a esperança: UM DIA VOU SER (SEREI) FELIZ!
Um dia hei-de encontrar a "minha" pedra (redonda, grande, lisa, branca e robusta)!
'glitter

6 comentários:

Anônimo disse...

Não te conheço mas gostei da simples comparação das pedras/ pessoas. Votos de que encontres a tua pedra filosofal :)

frank disse...

miga nina

Aqui quem escreve és tu....mas não podia deixar de comentar, este tá muito bom. dos melhores que li teus, continua porque estás no bom caminho, cuidado é com as pedras...

beijinho

nina disse...

Obrigada MIGO FRANK!
Só para te dzer que tu és uma pedra redonda, macia e com um grande coração.

Beijinho enorme

Anônimo disse...

O pior é quando o único amigo que pensavas ter de verdade nos trai, ao fim de muito anos e mais uma vez nos vemos sozinhos! É dificil ter esperança...

nina disse...

Difícil, SIM! Mas há que manter a esperança acesa. Para chegarmos(vermos) à luz temos de atravessar a escuridão.

Elforadiante disse...

A tua estrela de esmeralda brilha mais que nunca, não te deixes cegar pelo seu brilho.